Menu

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

STRANGER THINGS: ELEVEN é Torcedora do LIVERPOOL

Uma curiosidade para a galera que é fã de STRANGER THINGS, fantástica série de fantasia do NETFLIX e grande sucesso mundial. A jovem atriz Millie Bobby Brown, que interpreta ELEVEN na série, revelou ao site oficial do LIVERPOOL toda sua paixão pelo clube. Aos 12 anos, Millie disse que o amor pelo clube foi herdado do pai e do irmão mais velho, com quem costuma acompanhar os jogos pela TV. Abaixo reproduzimos a pequena e simpática entrevista:


Por que você torce para o Liverpool?

Quando eu era pequena, meu pai me deu um uniforme completo do Liverpool. Meu irmão é um torcedor apaixonado e foi meio que um legado. Eu não tive escolha! Agora, eu assisto aos jogos e amo o Liverpool. Meu irmão tem 19 anos e é o maior fã. Ele torce loucamente!


Com qual periodicidade você consegue ver os jogos? Deve ser muito difícil, por causa do fuso-horário.
Quando estou nos Estados Unidos, são umas 4 da manhã e nós estamos vendo o jogo. Quando estamos no Reino Unido, obviamente, vemos sempre que os jogos estão rolando. Nós convidamos pessoas. É um evento pra gente.

Você planeja visitar Anfield?
Eu nunca tive a chance de ir. Os ingressos sempre estão esgotados ou sempre algo dá errado. Seria fantástico. Quando eu assisto na TV, eu quero estar lá. Parece super animado! A atmosfera é incrível. Quando vou a encontros e entro no palco, é tipo “UAU!”, e acho que isso é constante quando se assiste aos jogos.

Qual é seu jogador favorito do Liverpool?
Coutinho!

Seu superpoder na série é psicocinese. Se você pudesse ajudar o Liverpool com o seu poder, como você faria?

Eu gostaria que eles se comunicassem. Eu gostaria de dividir meus poderes com cada um deles e, quando alguém se machucasse, eles poderiam entrar no campo e curar essa pessoa com meu outro poder. É isso que eu faria.

Fonte: Premier League Brasil

Veja também:

KISS deseja boa sorte ao CHELSEA

domingo, 25 de setembro de 2016

NIRVANA: os 25 anos de NEVERMIND, o disco que matou o Rock


Há 25 anos o nome NIRVANA entrava definitivamente para a história do rock mundial com o lançamento de NEVERMIND. 

O segundo álbum do trio de Seattle foi o ápice do que viria a ser conhecido como "grunge", termo que até hoje causa calafrio nos puristas e suspiros nos saudosistas que cresceram nos anos 90.

Com músicas relativamente simples, o grande destaque é sem dúvidas a interpretação e o carisma de Kurt Cobain. Letras repletas de ironia e cinismo se tornaram hinos de uma geração. Por outro lado, Kurt Cobain se tornou uma espécie de "anti-rockstar" e muitos consideram que seu rock mal-humorado "matou" o rock comercialmente falando, especialmente o hard rock norte-americano, que após o grunge sumiu das paradas, com raríssimas exceções.
O sucesso de "Nevermind" e do grunge em geral respingou em artistas já consagrados que em vão tentaram seguir a onda, de Kiss a Def Leppard, de Motley Crue a Skid Row, muitos gigantes tentaram incorporar elementos do grunge para soar mais contemporâneos, amargando discos abaixo da crítica, desapontando antigos fãs e falhando em conquistar novos. Até Bruce Dickinson à época embarcou nessa logo após sua saída do Iron Maiden. O que os dinossauros não entenderam era que o Nirvana era a negação de todos os excessos que eles de certa forma representavam.

A morte precoce de Kurt Cobain apenas contribuiu para que ele se consagrasse como um dos "malditos" do rock e para que as 12 faixas de "Nevermind" se tornassem clássicos eternos. Se hoje o Grunge soa datado e pouco atrativo fora de seu nicho (basta ver o que se tornou o Foo Fighters de Dave Grohl que em nada se assemelha a sua antiga banda), a importância de "Nevermind" permanece intacta como um álbum que, para o bem e para o mal, mudou a história da música.

Abaixo as principais informações sobre o álbum:

Álbum: NEVERMIND
Artista: NIRVANA
Produtor: Butch Vig
Lançamento: 24/09/1991
Formação:
Kurt Cobain (voz, guitarra);
Dave Grohl (bateria)
Krist Novoselic (baixo)
Músicas (todas compostas por Kurt Cobain, exceto quando indicado):
Smells Like Teen Spirit" (Cobain, Dave Grohl, Krist Novoselic) – 5:01
"In Bloom" – 4:14
"Come as You Are" – 3:39
"Breed" – 3:03
"Lithium" – 4:17
"Polly" – 2:57
"Territorial Pissings" (Cobain, Chet Powers) – 2:22
"Drain You" – 3:43
"Lounge Act" – 2:36
"Stay Away" – 3:32
"On a Plain" – 3:16
"Something in the Way" – 3:46

Veja também:
METALLICA: 25 anos do BLACK ALBUM

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

8 pontos cruciais para o sucesso da Reforma do Ensino Médio

A reforma do Ensino Médio é necessária e já está atrasada em algumas décadas. Mas tentar enfiá-la goela abaixo da sociedade como está se tentando fazer é um movimento perigoso e gravíssimo.

Eis alguns pontos que não deveriam escapar da reflexão de todos preocupados com o tema:

1) Polêmica e Legitimidade

Uma reforma desse porte SEMPRE será POLÊMICA. Daí que não se pode esperar que um governo SEM LEGITIMIDADE conduza um processo desses. Em São Paulo por muito menos o Governo Alckmin sofreu sua maior derrota ao enfrentar movimentos estudantis com sua reorganização que fecharia algumas escolas e mudaria o perfil de tantas outras. 

2) Cortina de Fumaça?

A Educação NUNCA é prioridade para os nossos governantes já que seus resultados são a longo prazo e não cabem em um ciclo eleitoral. Políticos gostam de números concretos: construí tantas escolas, matriculei tantos alunos, etc. É o máximo que fazem. Deveríamos então aplaudir Temer por querer dar uma importância inédita a essa reforma curricular do Ensino Médio, certo? Errado! Parece evidente o uso político dessa urgência toda por dois motivos: estabelecer uma agenda "positiva" para o governo sem a credibilidade das urnas e criar uma cortina de fumaça para desviar a atenção de outros pontos que envolvem direitos trabalhistas e mesmo investigações de corrupção em curso. Afinal, foi só essa bomba estourar para monopolizar os noticiários e o debate público.

3) Uma reforma dessa magnitude NÃO PODE FALHAR! 

Primeiro, porque envolve bilhões em recursos e não é preciso discorrer sobre a situação econômica do país e do próprio governo. Segundo e mais importante: se falhar, teremos gerações perdidas. E uma das principais motivações dessa mudança deve ser resgatar o Ensino Público e não sepultá-lo de vez, que é o que eventualmente ocorreria se os adolescentes da atual geração passassem por essa mudança brutal para depois de adultos perceberem que foi em vão.

4) Complexidades regionais não podem ser ignoradas

Além dos aspectos políticos citados, ignorar as grandes diferenças regionais do país parece ser, como se diz popularmente, dar corda para se enforcar. Por isso, é preciso prudência. Acredito que o ideal seja criar escolas de referência para testar o novo modelo proposto e um plano de expansão para o mesmo para que haja o tempo necessário para a maturação e aperfeiçoamento dos novos conceitos.

5) Desvalorização do Professor

Outro ponto bastante negativo é a brecha para que profissionais de outras áreas mas com "notório saber" possam atuar como docentes. Há diversas implicações nisso. É como se déssemos a um curandeiro um diploma de Medicina por seu notório conhecimento em ervas medicinais. Professor tem que ter formação específica. Isso deveria ser reforçado e não relativizado. 

6) O professor é CÚMPLICE do SISTEMA

Como professor, sinto-me muito triste em afirmar que, embora goste do papel de vítima, o professor é CÚMPLICE de tudo isso que está ocorrendo. De modo geral, professores não se interessam em discutir sua profissão; não são ativos em suas entidades de classe; deixam sua indignação limitada à sala dos professores. Reclamam que não são ouvidos, mas não fazem questão de se fazer ouvir. Não raro fogem de qualquer discussão pedagógica mais profunda. Não enxergam que todo esse individualismo apenas enfraquece a profissão. 

7) Não subestimem os alunos

Um discurso comum é que os alunos serão mais ou menos críticos se tiverem mais ou menos aulas da disciplina X ou Y. O fato é que algumas disciplinas já tem uma carga horária ridícula, chegando a uma aula semanal de 40 minutos nos cursos noturnos. Na prática, essas disciplinas fazem pouquíssima diferença no currículo. É claro que todo conhecimento é relevante. Mas a capacidade crítica do aluno nativo digital não necessariamente precisa passar pelo filtro da sala de aula. A velha máxima "o governo não quer que as pessoas aprendam a pensar" pode até continuar verdadeira, mas o "aprender a pensar" não ocorre exclusivamente na escola, nem é exclusividade de uma única disciplina. Outro ponto discutível é o de que o jovem não está preparado para esse tipo de escolha. Outros países já adotam sistemas semelhantes sem qualquer drama. Se queremos protagonismo, é preciso oferecer oportunidades de escolha.

8) Estrutura das Escolas

Se em São Paulo que é um dos Estados mais ricos da União há escolas sem recursos, sem merenda e com prédio antiquados, podemos imaginar o que encontraremos no interior do país. Portanto, o investimento em estrutura deverá ser pesado para não reproduzirmos o que já ocorre por aqui, que são escolas integrais que oferecem o mesmo tipo de aula em dois períodos, sem nada de atrativo aos alunos.

Como afirmei no início, mudar o currículo é imprescindível. É bom lembrar que a Reforma do Ensino Médio também estava nos planos da presidente Dilma Rousseff. De fato, precisamos de uma escola que olhe para o futuro. O problema é que nosso presente está repleto de contradições que afetam a credibilidade desse processo. Discutir permanente o tema é a única forma possível de evitar traumas. Não adianta o governo querer atropelar a vontade de alunos e professores, pois esses serão os mecanismos dessa engrenagem. Ignorá-los pode levar boas ideias e intenções a um retumbante fracasso.

Veja também:
ADEUS, GERAL: assista documentário sobre a Elitização do Futebol

terça-feira, 20 de setembro de 2016

SIOD disponibiliza novos vídeos

Depois de ter lançado um lyric-video da faixa título, o trio de paulista metal SIOD disponibilizou mais dois vídeos das músicas "Traumatismo Moral" e "Coragem Amigo" em versões de "drum-cam" e "bass-cam", respectivamente. 



Segundo o grupo, a ideia é disponibilizar faixas do álbum com o recurso visual mas com uma linguagem artística diferente, focando em detalhes de execução e arranjos dos instrumentos em questão. Confira:

SIOD - CORAGEM, AMIGO!


SIOD: TRAUMATISMO

As duas faixas fazem parte de "eSIODio" disco de estreia da banda lançado em agosto passado em evento à imprensa. O evento de lançamento foi registrado e pode ser visto no player abaixo:

Mais Informações em:

domingo, 18 de setembro de 2016

SÃO BENTO: Livro registra histórica campanha no Paulistão 2016

"São Bento: Retratos do Paulistão 2016" é o título do livro de autoria do fotógrafo Jesus Vicente e que registra a histórica campanha do São Bento no Paulistão 2016.


O livro registra de forma quase poética um dos melhores momentos da história do Azulão Sorocabano. Imagens reveladoras de uma paixão em azul e branco. Os embates com os chamados "grandes", a dedicação e a garra da equipe comandada por Paulo Roberto Santos, a vibração da torcida, os personagens que fazem o dia-a-dia do clube, tudo está lá captado pelas lentes do fotógrafo como um verdadeiro raio-x da alma beneditina. Revelações que só quem acompanha o clube profundamente nesses últimos quatro anos de seu "renascimento" (Jesus é fotógrafo e assessor de imprensa do clube desde 2012) poderia fazer.

Para os frequentadores habituais do Estádio Walter Ribeiro, há ainda o prazer de tentar se encontrar ou achar os amigos nas fotos, o que dá uma agradável sensação de "fazer parte da obra". 

Um livro essencial para todo são-bentista e também para aqueles que se interessam pela preservação da memória esportiva e cultural de Sorocaba.

Veja também:
BENTÃO é SÉRIE C!

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

KISS deseja boa sorte ao CHELSEA

O CHELSEA ganhou um inusitado apoio para o seu duelo contra o LIVERPOOL nesta sexta-feira pela PREMIER LEAGUE. Ninguém menos que os mascarados do KISS gravaram um vídeo desejando aos Blues de Stamford Bridge boa sorte na temporada .

No vídeo, os integrantes da banda declaram-se torcedores do CHELSEA, o "nosso time de futebol favorito no mundo". Poucas coisas poderiam ser surpreendentes em relação ao KISS, mas esse apoio ao CHELSEA foi sem dúvidas uma delas. Só podemos deduzir que em breve a banda pretenda se apresentar no Stamford Bridge. Confira o vídeo:

Veja também:
SCORPIONS recebe homenagem do CEARÁ S.C.

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

CORINTHIANS presta homenagem a DOMINGOS MONTAGNER

A morte do ator Domingos Montagner causou comoção nacional que chegou também ao âmbito esportivo. Versátil, Domingos foi do circo às telenovelas globais. Além disso, era formado em Educação Física e chegou a jogar handebol em sua juventude no S.C. Corinthians Paulista, de quem era torcedor declarado. Por isso o clube postou a seguinte mensagem em suas redes sociais: 

Além de grande ator, Domingos Montagner era corinthiano e foi ex-atleta de handebol do clube, inclusive sendo campeão brasileiro da modalidade aos 20 anos com a camisa alvinegra. "Ator é o ofício do Domingos. Fora isso, sou palhaço, pai de família e corinthiano", disse esse ano à Época.
Nossos sentimentos à família. Descanse em paz, Domingos Montagner.

Deixamos também nossos sentimentos a todos os admiradores desse talentoso ator. 

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

ADEUS, GERAL: assista documentário sobre a Elitização do Futebol

"ADEUS,GERAL" é um documentário que tem como tema a ELITIZAÇÃO DO FUTEBOL. Trazendo entrevistas com diversas personalidades como os jornalistas esportivos Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira (ESPN), com Paulo Nobre (Presidente do Palmeiras), o ex-jogador Alex, o técnico da Seleção Brasileira TITE e representantes de torcedores organizados e comuns, o filme mostra como o conceito de "arenas" tem transformado a cultura e o perfil do torcedor, com seus ingressos mais caros, proibições que beiram a censura e seus programas de "sócio-torcedor". 

Além disso, o filme registra o movimento de resistência das torcidas organizadas que fazem o contra-ponto a essa modernização do futebol e das arquibancadas. O resultado é excelente e captura esse momento conturbado que passamos em que o "futebol romântico" vai perdendo a batalha para o "futebol moderno". Vale a pena conferir:   

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

SCORPIONS recebe homenagem do CEARÁ S.C.

Em turnê pelo Brasil e celebrando 50 anos de carreira, os veteranos alemães DO SCORPIONS receberam uma homenagem do CEARÁ SPORTING CLUB.

A equipe cearense ofereceu a banda uma camisa do clube com o número 50 e o nome da banda nas costas.

O perfil oficial do clube no Facebook compartilhou a imagem da camisa com os seguintes dizeres:

"Foi desta forma que recebemos a banda Scorpions na capital do Maior Time do Estado:

Scorpions, welcome to the capital of the greatest team of state: Ceará SC".

Mais uma grande sacada do "Vozão" que está se especializando nesse tipo de ação!

Veja também:
Ceará homenageia IRON MAIDEN com camisas personalizadas

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

BENTÃO é SÉRIE C!

Há quatro anos o SÃO BENTO estava prestes a completar 100 anos e numa crise profunda. Sem muita credibilidade e com muitas dívidas, o clube jogava a Série A3 Paulista sem muitas perspectivas.

De algum lugar insondável, os deuses da bola devem ter olhado para o clube e enxergado o sofrimento de sua pequena e apaixonada torcida. O time encaixou, os resultados vieram, o público voltou. A classificação veio de uma forma dramática, catártica mesmo, com muito suor e lágrimas.


No ano seguinte, já sob o comando de Paulo Roberto Santos, a missão era voltar à elite paulista. Nova epopéia e classificação na última rodada. Suor e lágrimas se confundiram mais uma vez. O Bentão voltava ao seu lugar de direito.

Em 2015, o Paulistão da Série A foi acompanhado do medo de não cair. O time com uma das mais modestas folhas de pagamento da competição foi brioso. Venceu pouco, mas perdeu pouco. "Ufa! Viemos para ficar!"
Exorcizados seus maiores temores, era a hora de sonhar. E o são-bentista ousou sonhar. E os resultados surgiram. Olhou nos olhos dos gigantes. Feriu os dois primeiros. Matou o terceiro. Avançou de forma inédita a segunda fase. Caiu em pé! Cantou seu amor que ninguém pode calar. E a bela campanha lhe garantiu um novo sonho. O São Bento estava de volta a uma competição nacional.

Dizem que o povo do interior é desconfiado por natureza. O sucesso fulminante trouxe dúvidas. Muitas dúvidas. Será que conseguiremos disputar a Série D? Sem muito dinheiro, mas com muita coragem, partiram os são-bentistas em uma jornada que parecia insólita. 

Veio a primeira vitória. Alegria. Tropeço em casa. Desconfiança. Jogadores dispensados, Querem levar nosso técnico! O "professor" ficou! Alívio! O ataque falhava. A defesa, não. Passamos de fase. E agora? Será que dá? Reforços.Esses caras não vão jogar, não? Jogaram. Decidiram. Pequenos dramas que levaram o São Bento as quartas de final contra o Itabaiana/SE.

A distância deixou todos com o coração na mão e ouvido colado no radinho. Só dava Itabaiana. Sem poder ver, sentíamos. Mexe nesse time, por favor! Mexeu! Funcionou! Gol! 1x0! Vencemos! Vamos Subir!
Faltava um jogo. Mas algo já tinha mudado. De repente, eramos favoritos. Havia expectativa, não receio. O Walter Ribeiro foi se enchendo. Faltou espaço. Será que algum "time grande" iria jogar? Não, não era um time grande! Era um GIGANTE! Um gigante azul e centenário! Um gigante com coração e história! Era isso que toda aquela gente queria ver!

Dessa vez não teve drama. Giovanni de falta abriu o placar, O criticado Giovanni. O sorocabano Giovanni. Festa!
No segundo tempo, apesar de dois sustos com duas bolas na trave do intransponível Rodrigo Viana, mais festa, graças a Magrão e seu "cheiro de gol". 2x0! Explosão de alegria! Era o Bentão na Série C!

Série C de Coragem! Série C de Comprometimento! Série C de Coração!
Para quem não entende de futebol pode parecer pouca coisa, mas um acesso à Série C significa uma revolução na vida do clube, que poderá começar o ano sabendo que terá calendário completo em 2017. Com isso terá mais chances de obter melhores patrocínios, receberá cotas maiores, entre outras coisas, que farão o clube se tornar cada vez mais competitivo! Por isso tudo, parabéns ao nosso querido E. C. São Bento e a todos os São-Bentistas! É muito bom fazer parte dessa história!


Veja também:

Sele-SÃO BENTO!